6 milhões de linhas de códigos em apenas 2 meses, isso é Delphi!

Tempo de leitura: 2 minutos

Essa semana eu fiz um post sobre o Extreme Delphi 2017 e entre muitas comentários um usuário perguntou: “O Delphi ainda existe?”. Eu não sabia como como responder a essa pergunta. Na verdade eu respondi. Enviei para ele um vídeo meu de um aplicativo que desenvolvi em 3 dias. Um case muito interessante. 

Mas o que dizer de uma aplicação com 6 milhões de linhas de códigos que foi migrada em 2 meses. E mais, deu origem a um aplicativo com suporte a RFID para ler nada menos do que 3 mil etiquetas em 12 minutos. Sim meus amigos, isso tudo só foi possível graças ao Delphi. E não sou eu que estou dizendo isso. Afinal eu sou suspeito para falar. Quem disso isso foi Paulo Sérgio Palmeiro, presidente da Presence.

“O objetivo inicial era modernizar o Elbrus, antigo nome do sistema de gestão, mas não queríamos que essa fosse só mais uma atualização. A ideia era inovar, agregar funcionalidades que dessem ainda mais autonomia e controle para os lojistas. Essa ideia acabou crescendo, a atualização se transformou em uma nova versão, pois vimos que poderíamos ir muito além com os novos recursos do Delphi. 

O app foi totalmente construído em Delphi, com saídas para iOS, Android e desktop e custo muito reduzido para desenvolver a tecnologia. Além disso, conseguimos concluir em apenas dois mesesum trabalho que, sem um ambiente RAD, multilinguagem e multidispositivo, seria de um ano”

A vida não é feita apenas de CRUD

Não é de hoje que tenho enfatizado com todas as minhas forças que a comunidade Delphi precisa enxergar além do CRUD. Nada contra, mas precisamos explorar o potencial que a ferramenta oferece. Desde o ano passado quando lancei o Extreme Delphi eu tenho rodado o Brasil despertando desenvolvedores e empresários para o que há além do código. 

Você e eu que programamos em Delphi tínhamos na mão a melhor e mais produtiva ferramenta de desenvolvimento para Windows. Agora também para temos a melhor ferramenta para Android, iOS, OSX e Linux. E nem precisa citar que usando apenas um ambiente e um único código.

Mas apenas a ferramenta sozinha não é suficiente. Você precisa expandir seus horizontes. Sair da sua zona de conforte e se conectar a pessoas que estão com o mesmo objetivo que você: ser e fazer a diferença. 

Go Delphi! Mais vivo do que nunca. E você se ainda não escolhei sua cidade para estar junto com a gente, escolha e junte-se a nós no Extreme Delphi.

E você, o que acha disso tudo, Delphi ainda tem espaço no mercado. Deixe sua opinião nos comentários. 

Abraços e até o Extreme Delphi aí na sua cidade.

Rodrigo Mourão

Fonte: https://goo.gl/jR9wpk
  • Ederson Borges

    Olá, sou professor de informatica no IFSP, nunca acreditei na morte do Delphi, mas o uso em meio universitario sumiu. Eu usei Delphi 5 em minha universidade e pascal para aprender programaçao, temos curso de pos graduaçao em dispositivos moveis e ninguem nem comenta de delphi, sendo que eu já entrei com este item, mas me dizem apenas do preço, que realmente pra meio academico e publico é inviável, não seria interessante incentivar no meio academico, facilitando sua divulgação? Só uma ideia…

  • Aloisio Da Silva Santos

    Se o Delphi ainda tem espaço no mercado???
    E qdo foi que ele o perdeu? 😉

  • Lincoln Alapanian Soares

    this is delphi honneur, parabens mestre pelo post.

  • SILVIO SANTOS

    Top…